Sexta-feira, 6 de Julho de 2007
VISITANTES INESPERADOS
 
O sr. Francisco hoje veio com companhia. Mas quem é o sr. Francisco? – perguntarão os que não sabem que é um voluntário que partilha o seu tempo disponível ajudando na biblioteca do Centro Social e Paroquial de Nª. Sra. de Fátima na rua da Bandeira, nº. 691, ali mesmo ao pé do Centro Regional de Segurança Social. Todos os dias, este senhor que vive em Vila Nova de Anha, desloca-se a Viana do Castelo a expensas próprias, para ajudar nas tarefas da biblioteca, sempre bem disposto e pronto a colaborar.
Imaginem que o sr. Francisco resolveu inscrever-se num curso de informática para poder estar à altura de desempenhar determinadas tarefas, (catalogação, empréstimos, etc.) que utilizam o computador como ferramenta de trabalho. É de louvar em todos os sentidos a atitude deste senhor, pelo apego e entusiasmo que dedica ao trabalho na biblioteca e não só.
O sr. Francisco é viúvo. Custou-lhe a aceitar a partida da esposa, a quem amava muito. Depois de um luto complicado, ultrapassou essa fase e hoje vive com um filho, nora e netos, ajudando nas lides domésticas sem preconceitos e sem vergonha, colaborando na educação dos netos transportando-os à/e da escola. Foi e é um bom pai e um óptimo avô.
 

 
Eram cerca das três da tarde quando o sr. Francisco entrou pela biblioteca adentro com os três netos, a Sara, a Sofia e o Eduardo. Não sei explicar porquê mas algo me dizia que era hoje que o sr. Francisco trazia os netos de visita à biblioteca. Ainda em tempo de aulas já tinha manifestado a intenção de os trazer a Viana visitar a biblioteca, Santa Luzia e outros lugares.
Recebi-os com carinho, alegria e simpatia, como devem ser recebidos todos os visitantes. Não é todos os dias que a nossa jovem e pequenina biblioteca, em crescimento como estas crianças, recebe tão importantes visitas.
Importantes, porquê? – questionarão alguns.
São importantes na medida em que representam o futuro. Deles e da forma como crescerem depende o futuro da humanidade. É um chavão, dirão. Porém, o gesto deste avô atento e empenhado que procura com exemplos e atitudes singelas, mas reais, mostrar o caminho a seguir, é digno de registo.
 

 
Quantos gostariam de ter um avô como este? Nos dias de hoje este cenário vai rareando cada vez mais. Está por fazer a avaliação que a humanidade ganharia em qualidade e em quantidade se aproveitasse o grande valor que os avós possuem a todos os níveis. Pessoalmente estou convicto que só teríamos a ganhar com o saber acumulado e amadurecido ao longo dos anos e que se vai perdendo de geração em geração.
PARABÉNS SR. FRANCISCO!
 


publicado por biliofatima às 01:08
link do post | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

A NOSSA BIBLIOTECA

ROTARY HOMENAGEIA PADRE C...

SESSÃO ROTÁRIA

HISTÓRIAS DA BIBLIOTECA -...

HISTÓRIAS DA BIBLIOTECA -...

UM PASSO PELO BERÇO / 25 ...

FAMÍLIAS COM ROSTO III

OS IDOSOS DO CENTRO DE DI...

ALMOÇO DE NATAL DOS IDOSO...

D. ANACLETO VISITA A OBRA

arquivos

Janeiro 2012

Outubro 2011

Setembro 2011

Julho 2011

Junho 2011

Dezembro 2010

Outubro 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

tags

todas as tags

as minhas fotos
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds